18 de nov de 2011

Aborto não!


ABORTO NÃO!

Uma mulher chega apavorada no consultório de seu ginecologista e diz:
- Doutor, o senhor terá que me ajudar num problema muito sério… Este meu bebê ainda não completou um
 ano e já estou grávida novamente. Não quero filhos em tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande 
entre um e outro…
O médico então perguntou: Muito bem. O que a senhora quer que eu faça? A mulher respondeu:
- Desejo interromper esta gravidez e conto com a sua ajuda. O médico então pensou um pouco e depois de 
algum tempo em silêncio disse para a
mulher
- Acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. E é menos perigoso para a senhora. 
 A mulher sorriu, acreditando que o médico aceitaria seu pedido.
Ele então completou: Veja bem minha senhora, para não ter que ficar com dois bebês de uma vez, em tão curto 
espaço de tempo, vamos matar este que está em seus braços. Assim, a senhora poderá descansar para
ter o outro, terá um período de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, não há diferença entre um e 
outro. Até porque sacrificar este que a senhora tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá
nenhum risco…
A mulher apavorou-se e disse: Não doutor! Que horror! Matar um criança é um crime.
- Também acho minha senhora, mas me pareceu
tão convencida disso, que por um momento pensei em ajudá-la. O médico sorriu e, depois de algumas 
considerações, viu que a sua lição surtira efeito. Convenceu a mãe que não há menor diferença entre matar a 
criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva no seio materno.
O CRIME É EXATAMENTE O MESMO!! Se gostou, repasse. Juntos podemos salvar uma vida!

Você sabe desde quando Deus te ama?

DESDE O VENTRE DA TUA MÃE!










5 comentários:

  1. Na minha família tem pessoas que não pode ter filhos ai adotaram,são mais ou menos 5 crianças adotadas.Há 4 anos a esposa do meu primo,perdeu seu primeiro filho,(menino)sete meses de gestação,nasceu,4 dias depois faleceu no dia das' mães",1 mês depois ofereceram uma criança para ela,q ainda estava pra nascer.a mãe biológica bati na barriga pra ver se perdia aquela criança q chamava de peste,como não conseguiu perder iria dar ou jogar no lixo!no dia 30 de agosto nasceu a menina.Eles cuidam com todo amor como se tivesse saído deles!Hoje estão com filho biológico de 7 meses,casal de filhos uma família linda e feliz!As pessoas ao invés de matar! é melhor dar a alguém que vai dar amor carinho,respeito,valor a vida do ser tão pequeno e indefeso,trazer alegria aquelas que querem ser mãe.a esposa do meu primo podia ter filhos e mesmo assim não rejeitou aquele que lhe enviaram.desculpe-me o comentário grande.eu precisava contar.Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Viviii!!

    Own q dá da Pam! Mas é bronquite asmatica? Mudou o clima? Umidade? Poeira? oq aconteceu?
    Eu tinha alergias qn pequena n podia nem ter bixinhos de pelucia!
    Hj q inventaram os antialergicos tenho um monte! hihihi

    um bjo querida bom fim de semana
    vou orar por vcs...
    =**

    ResponderExcluir
  3. que mensagem linda querida, já li mais algumas vezes, mais toda vez fico arreiada.

    gostaria que pessoas sem conciencia lesse uma historia dessa assim dessa forma não existiriam tantas perdas quanto á hj em dia!!

    beijãso...

    ResponderExcluir
  4. Lindinha, passei adiante essa mensagem, se todo medico pensasse assim era menor o índice talvez, porque também existem outros métodos infelizmente.
    Vai lá no blog me inspirei até em colocar fotos da Aninha bebê.


    Beijos

    ResponderExcluir

Que legal que vc vai comentar, obrigada pelo carinho!

Importante:

Amigos, todas as fotos e postagem retiro diretamente da internet, ou visitando blogs vizinhos. Nunca postarei fotos ou mensagens que venha ofender ou denegrir a imagem de alguém.Mas porém se alguém se se sentir ofendido, lesado,ou até mesmo prejudicado, mesmo não sendo com certeza a minha intenção, queira por favor entrar em contato. Com certeza terei o maior prazer de solucionar os fatos sem piores danos.
Obrigada. Viviane Almeida
vivianerapaela@hotmail.com

Eu apoio!

Eu apoio!